Literatura filosofia humor poesia



segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Não quero um amor que diz espere...


Quero um amor que me diz traia.

4 comentários:

Guilherme Franco disse...

Só pra contrariar, é claro - depois do prazer...

Angelita Machado disse...

Te amo!

Daniel Dutra disse...

Assim, com requinte literário e a finesse da minha retórica, digo: paixão, mataste a pau!

Guilherme Franco disse...

Talvez só *erros de concordância* [haveria quem lesse: projetos de discordância] nos levem para frente... (ou até de gramática, quem diria...)

Receba atualizações por e-mail (vá, não são mais de 2 posts por mês)